Pages

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

O reencontro.

Foi depois de alguns anos. Ele estava guardado num canto de um armário da casa - nem me lembrava que ainda o tinha. Mas sua capa laranja me chamou a atenção. Olhei e procurei logo o título do livro: Dom Casmurro. Quanto tempo, senhor Machado!? - indaguei.

Lembrei-me que, quando li esse livro na escola (na verdade, vou ser muito sincero, mas nem me lembro de ter lido todo. Acho que parei na metade e complementei com um resumo da internet. Pano rápido!) achei cansativo e extremamente chato, desses que recebemos no ensino fundamental, com uma obrigatoriedade que impossibilita a criança de ter prazer em ler um livro.

Pois bem, achei que devia reler esse clássico da literatura brasileira. (Há uns cinco anos, eu reli o Memórias Póstumas de Brás Cubas, também de Machado de Assis - e adorei essa releitura, por sinal).

Folheei as páginas do clássico Dom Casmurro e foi redescobrindo Capitu e Bentinho. Quem não conhece essa dupla, que já foi, inclusive, inspiradora de protagonistas de novelas e afins (só não me pergunte quais, pois não tenho a menor afinidade com o tema)!? As histórias infantis dos dois se descobrindo como apaixonados e as sensações que Machado de Assis passa, são impressionantes. O autor tem uma capacidade de descrever uma cena e, dentro dela, prender o leitor pela forma como aborda as questões emocionais do personagem - descrevendo suas inquietações e pensamentos - que eu nunca vi igual.

Claro, trata-se de Machado de Assis. Mas me pergunto: Por que só agora pude conhecer de fato sua incomparável narrativa? Só pode ser uma questão de maturidade mesmo, pois o livro não foi modificado desde os meus tempos da escola.

Recomendo esse clássico todos, mesmo aqueles que, assim como eu, já tiveram o gostinho de ler Dom Casmurro. Releia, tenho certeza que irá descobrir um mundo literário novo. Chego a conclusão que, cada vez que andamos por caminhos já percorridos, nos deparamos com situações, fatos e objetos que sempre estiveram ali, mas fomos nós que não soubemos perceber naquele momento suas presenças. Então, amigos, não percam tempo, voltem um pouco em suas estradas, o já conhecido pode reservar surpresas inimagináveis.

(imagem retirada do site: http://www.algosobre.com.br/images/stories/assuntos/biografias/Machado%20de%20Assis.jpg)

20 comentários:

rosangela disse...

Eu comecei a ler quando era mais jovem .. e eu tenho ainda o livro em casa .. me despertou a vontade de ler ele novamnete .. rsr

abç.

Ellen Regina - facetasdemim disse...

"Memórias Póstumas de Brás Cubas" foi o livro q mais me despertou para a genialidade do Machado de Assis.

À mesma época q li o Memórias, fiquei sedenta de ler outros livros do Machado até q esbarrei em Quincas Borba... Putz, achei um saco!!!

Eu inclusive estava preparando uma postagem sobre o tema [engraçado os 'acasos' da vida, não?]

MARCOS LEITE disse...

Oi,gostei de teu blog!interessante!

Entre em meu blog!e veja meus textos!os sentimentos e emoções das palavras!

http://reefugio.blogspot.com

deixe seus comentários!pois suas palavras serão importante para mim!

Jovens Tolos... disse...

Nunca li esse, apesar de ser fã de uma boa leitura

Bruna disse...

nossa eu tive q ler esse livro esse ano na minha escola, mas não li :P não tive paciência peguei um resumo na internet, talvez se eu daqui alguns anos como vc encontrar ele jogado possa me interessar...hsuhaushua

historia&historias disse...

Machado é sem duvidas um dos maiores escritores que o Brasil já teve.

www.pelopelourinho.blogspot.com

Erica disse...

Muitos me falam
só que ainda não li

beijos

Pri disse...

Amooo esse livro....

Se a lingua portuguesa não fosse uma lingua considerada morta como o latim , Machado de Assis seria um mito na lteratura... afinal, a história segue o emsmo enredo de Otelo de Shakespeare, mas Machado de Assis deu um toque genial, deixando em duvida se Capitu traiu ou não Bentinho...

Belo post...

Bjão

Kacau disse...

pra mim Machado de assis foi e ainda é um dos grandes escritores do mundo.

http://messnatural.blogspot.com/

Gisela Melloso disse...

Olha amei seu texto, sem conta que amo Machado!!
E como vc falou quem não lembra de Capitu e Bentinho... que classico, pena que a juventude de hj não gosta nem um pouco de ler!! Uma pena viu?

Parabéns pelo Blog!!
Forte abraço

Tony Prado disse...

Eu já li Dom Casmurro - Capitu traiu, sim, senhor!! - e Memórias Póstumas de Brás Cubas, mais alguns contos e poesias de Machado de Assis durante este ano na escola. Maravilhoso. É o maior escritor do Brasil de todos os tempos. Abraço.

Vanessa Lee disse...

Eu amo Machado! Já li todos livros dele, que eu tive acesso.
Eu gosto pq ele tem um humor negro que eu amo, ainda mais prá estritores da época.
Se vc parar prá ver, o jeito dele se escrever, mostrando nossas víceras, é mto contemporâneo!
Aaaaaaahhhh! Sou fã e suspeita de falar dele!

Como vc descobriu tão rápido que eu tinha postado a segunda parte do "Jogo da Verdade"? hehehehe Eu tinha acabado de postar!

Beijão

iti disse...

grande machado de assis
acho que minha vida na escola foi feita por ele
minha professora de portugues é apaixonada em assis...
mto legal estudar suas obras...
bacana


http://500x100.blogspot.com/

assis horta disse...

Existe um novo trabalho sobre este livro que defende a tese de que seja uma autobiografia.

Li pela primeira vez, por obrigação na Faculda de Letras. Reli no curso de Especialização em Literatura Brasileira Conteporânea. Aí é aprendi a dar valor a esta obra prima do Machado.
Vai uma pegunta para seu leitores:
Capitu traiu ou não o Bentinho com Escobar?

Responda neste blog.

Jééh disse...

Queroo ler (Y)
Otimo post !!!

Guilherme Santos disse...

legal o texto
ja li uns quantos livros

Anônimo disse...

Olá.
Outro dia conversava com o Assis, lá Feira dos Produtores e ele me falava sobre Saramago(a caverna), que acabei de ler(ufa!).
Disse pra ele que não trocava Machado por nenhum outro.
Estamos juntos nessa parada.
Um abraço.
Rubem(terapiadecutuvelo.blogspot.com)

Rubens disse...

Comigo aconteceu a mesma coisa; da primeira vez que li, aos 16, achei o livro um porre. Agora acho o livro muito mais agradável de ler.

Na minha opinião, quando amadurecemos, tomamos contato com sutilezas da vida que não são facilmente perceptiveis pelos jovens, o que faz com que o texto de Machado de Assis, que explora essas nuances psicológicas, fique mais interessante.

... ou talvez não seja nada disso e eu esteja ficando tão chato como o livro! :-)

Latarias do Cotidiano disse...

Cultura...agente ve por aki
!
blog bem montado...

falta um tikin de humor...pra prender as pessoas...no texto..
nao eh critica..eh...sei la...bom vc entendeu..huahuahua
falow....qlqr coisa...passa por la..>>

www.todoralodanumesgoto.blogspot.com

Mauro Martins Jr. disse...

MAchado de Assis Ownz

Pessoas pelo mundo que passaram por aqui:

Total de visualizações de página

Facebook