Pages

quarta-feira, 19 de março de 2008

Dificuldades...

Nesta manhã eu escolheria um tema novo, uma notícia quente, dessas que fazem surgir edições extras nos jornais e nas TVs. Abriria o dia com uma bomba, uma novidade no campo científico, uma descoberta que gerasse milhões de dólares...

Diversos assuntos que nos espantariam, nos fariam sentir como meros coadjuvantes nesse mundo inquieto. Sentir que ao redor de nossas vidas há pessoas e fatos muito mais importantes que nossa simples rotina. Assim nos renderíamos a uma simplicidade extrema, com ambições e desejos jogados pela janela.

O que nos faz sentir assim, menos importantes do que somos, são os sucessivos fracassos que acumulamos ao longo dos anos. São idéias impensadas, atitudes que geram arrependimentos, discussões tolas e infantis.

Nossa vida, como costumamos ouvir desde pequenos, é feita de vitórias e de fracassos, mas estamos, de fato, preparados para esses momentos? Acredito que não, que não somos treinados (ou seja lá qual termo devo usar) para encararmos os erros de frente, de peito aberto e com a real consciência que aquilo que fizemos está errado e deve ser modificado.

Acredito mesmo que não somos criados e socialmente adestrados para lidarmos com os nossos próprios erros. Muitas vezes os admitimos, reconhecemos nosso deslize em uma situação. Mas será que de fato estamos aceitando esse momento de erro confesso?! Sofremos muito com os fracassos! Ele pode desencadear doenças, dependências, vícios...

Realmente não estamos preparados!

O que nos alivia é saber que, mesmo com todas essas dificuldades e, mesmo sem sermos treinados durante o decorrer dos anos a lidar com os erros, não há nada melhor do que o passar dos anos para aprendermos a encarar de frente nossas maiores fraquezas.

É dentro do olho do furacão que aprendemos a dominá-lo, a acalmá-lo, a troná-lo uma brisa passageira.

A vida também é assim, pois, no final da dificuldade é que olhamos para trás e rimos com um ar incrédulo: Não foi tão difícil assim!

1 comentários:

Emilio disse...

Carlinhos,
A água é a dificuldade pro remo passar. Mas se nao fosse ela, o barco nao andaria pra frente.
Assim como a 3a lei de Newton, a vida nos cria dessa forma. Ou seja, pra toda ação há uma reação. Para todo desapontamento há um novo caminho se abrindo. Para cada tristeza, sempre há uma enorme felicidade.
E assim vamos levando a vida..
To pensando num texto pra publicar com vc.
Abraçao!
Emilio

Pessoas pelo mundo que passaram por aqui:

Total de visualizações de página

Facebook